O que é o “stand up comedy”?

 

           O stand up já existe há mais de trinta anos,  acredita-se que seja uma invenção inglesa, mais tarde, foi uma maneira dos atores americanos sem dinheiro nem patrocínio acharem uma forma de exibirem o seu trabalho. Bastava um palco e um microfone e cada um “vendia o seu peixe” em bares, botecos, teatrinhos de subúrbio, ou qualquer espaço que lhes permitissem mostrar o seu talento. Os maiores expoentes, hoje famosos, foram: Steve Martin, que trabalhou em casas de shows de Los Angeles durante dezoito anos, Seinfeld, David Letterman, Woopy Goldberg, Will Smith, Robin Williams, etc. Alguém já disse que o stand up está para o teatro assim como o jazz está para a música.

          Basicamente o stand up  tem algumas regrinhas que não precisam ser respeitadas à risca, mas que melhor caracterizam o gênero.

O ator trabalha de cara limpa, não usando recursos de adereços, maquiagem, figurinos, instrumentos musicais, etc.

Ele produz os próprios textos e evita ao máximo o uso de piadas, principalmente as conhecidas, razão pela qual é imprescindível uma boa cultura geral e estar muito antenado lendo muito e se mantendo bem informado com tudo que acontece diariamente.

Trabalha sozinho, não usando o recurso de outro ator ou “escada” nas suas performances.

A maioria faz o tipo “indignado” e geralmente dirige as suas críticas às empresas de publicidade, comportamento de pessoas, políticos e alguns malham até a si próprios. Apresentadoras de programas de televisão, principalmente as mais idosas, são temas muito usados.

 

         No Brasil as apresentações são recentes e constituídas de grupos, geralmente de quatro a cinco pessoas que se revezam no palco, apresentando eventualmente alguns convidados,geralmente principiantes.

         Não podemos deixar de registrar, que  há muitos e muitos anos já tivemos algo parecido, com a genialidade de José de Vasconcelos, Chico Anysio (maior cômico do mundo), e Juca Chaves, fazendo trabalhos solo bem próximos do gênero  stand up.

         Atualmente, as maiores apresentações acontecem no eixo Rio -São Paulo, mas já existem performances individuais e esporádicas em praticamente todo o território Nacional.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: